fechar
EducaçãoInstitucional

Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça conquista Prêmio da Fundação Abrinq 2016 com Programa de Educação Integral

Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça conquista Prêmio da Fundação Abrinq 2016

A Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça, de Ipuã, SP, recebeu o Prêmio Criança da Fundação Abrinq 2016 como uma das cinco melhores práticas que asseguram um bom começo de vida às crianças, da gestação aos seis anos de idade em todo o país.

A premiação aconteceu na noite de 16 de novembro no Teatro Santander em São Paulo. A presidente da Casa da Criança, Josimara Ribeiro de Mendonça, recebeu o troféu concedido a cada dois anos para iniciativas que contemplam efetiva participação da comunidade, inserção no contexto cultural local, estratégias de articulação com o poder público e que desenvolvem aspectos inovadores.

Concorreram ao Prêmio 2016 mais de uma centena de organizações da sociedade civil sem fins lucrativos e empresas (incluindo seus institutos e fundações) que desenvolvem iniciativas nos eixos de Educação Infantil, Sobrevivência Infantil e Violência Infantil.

“Em nome dos diretores, educadores, famílias e alunos da Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça e de toda a comunidade de Ipuã agradeço por essa conquista. Este Programa Educação Integral para Primeira Infância foi ampliado por influência da Fundação Abrinq, que apontou a necessidade em reforçar o trabalho com a comunidade, quando a Casa da Criança foi semifinalista do Prêmio Criança em 2012. A Casa da Criança foi até Reggio Emília na Itália e investigou a fundo o legado do educador Lóris Malaguzzi, que tem a criança como o centro do processo educativo e faz a educação da escuta e do diálogo. O brincar e o aprender caminham juntos para que a criança construa seu próprio conhecimento. A Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça é uma escola viva, com a participação da família e da comunidade. Estamos avançando na construção de uma Cidade Educadora.”, destacou Josimara em seu pronunciamento de agradecimento pelo prêmio recebido do presidente da Fundação Abrinq, Carlos Antonio Tilkian.

Também participaram da cerimônia Denise Cesário, gerente executiva da Fundação Abrinq; Heloisa Helena Silva de Oliveira, administradora executiva, e a oficial Andréa Savelli.

Para a premiação, a presidente da Casa da Criança levou a São Paulo uma delegação formada pela coordenadora da instituição, Janaína Amadeu, por educadores e colaboradores da instituição, que puderam acompanhar o reconhecimento pelo trabalho realizado junto às crianças e suas famílias e vibraram muito quando o resultado do Prêmio foi anunciado.

Também estiveram em São Paulo para a premiação a diretora de Comunicação Social do IORM, Maria Inês Marcório Guedes de Carvalho, o gerente executivo Rafael Albuquerque Braghiroli, a coordenadora artística da Usina da Dança, Valéria Pazeto, a publicitária Elaine Sekimura, que realiza trabalho voluntário para a instituição e Elaine Mian, membro do Conselho do IORM.

Os premiados da noite foram homenageados com uma comovente apresentação da Orquestra Juvenil de Heliópolis, sob regência do maestro Edilson Ventureli. Na última etapa, o show recebeu a participação do ator e cantor Tiago Abravanel que apresentou clássicos de Tim Maia. A premiação foi apresentada pelo ator Anderson de Rizzo.

Critérios

Além de premiar iniciativas na Categoria Empresa e Organização Social, o Prêmio reconheceu atuação nas categorias Coletivo ou Rede, Jornalista e Jovem Cidadão com atuação de forma relevante em ações/projetos voltados à Primeira Infância.

Os vencedores foram contemplados com a estatueta do Prêmio Criança 2016. As iniciativas vencedoras também receberam um baú com acervo literário para o desenvolvimento de atividades e encontro formativo para os profissionais. O Prêmio Criança 2016, foi patrocinado pela Novelis do Brasil, Reckitt Benckiser e Consigaz, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Programa de Educação Integral para a Primeira Infância – Perspectiva inovadora na Educação

Um programa construído há muitas mãos e resultado do pleno diálogo entre todos os que atuam na Casa da Criança Armanda Malvina Mendonça. Foi assim que nasceu o Programa Educação Integral para Primeira Infância, fundamentado na atenção integral à criança, apoiado na valorização do núcleo familiar e na aliança com a comunidade.

Com 38 anos de existência, a Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça foi a primeira creche da cidade. Hoje, além de um espaço de cuidados é uma instituição educacional filantrópica, que atende a 120 crianças e suas famílias, em Ipuã, município da região norte do Estado de São Paulo, com pouco mais de 15 mil habitantes, grande parte deles migrantes nordestinos. Define-se como um espaço de educação e garantia de direitos, em que todas as atividades articulam as dimensões educacional, social, cultural, de cidadania e de promoção da saúde da criança, trocando sempre informações com a rede oficial de educação.

O Programa de Educação Integral é uma proposta de desenvolvimento como forma de ampliação dos saberes, de desenvolvimento na totalidade humana, de transformação do “ser criança” em todas as suas potencialidades e necessidades, para garantir o crescimento saudável e harmonioso do indivíduo. Por envolver as áreas educacional, social, de saúde e capacitação profissional, a instituição conta com o apoio de uma equipe interdisciplinar composta por psicóloga, fonoaudióloga, nutricionista, pedagoga, assistente social e coordenadora pedagógica.

E é na contramão do fluxo que a Casa da Criança Armanda Malvina Mendonça caminha, sob uma nova perspectiva que inverte a relação tradicionalista entre o detentor do saber e o recebedor (professor/aluno), na qual o professor aprende enquanto ensina, por meio da escuta – ponto central de todo o trabalho pedagógico desenvolvido.

 

Deixar uma resposta