fechar
Assistência social

Casa da Criança promove o Diálogo com as famílias dos alunos assistidos pela instituição

Logomarca – Casa da Criança

A família tem um papel de protagonista no processo de ensino aprendizagem.

Buscando a interação com os familiares dos seus alunos, a Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça promoveu ao final da tarde dos dias 19, 26 e 27 de abril, três sessões do 1º Diálogo de Final de Bimestre, um necessário encontro que reuniu Família, Educadores e Equipe de Coordenação pedagógica, objetivando o acolhimento, a troca de experiências, de conhecimentos e estabelecimento de vínculos.

A iniciativa proposta partiu do princípio de que os laços criados entre a Escola e Família, durante o processo de aprendizagem da criança na Educação Infantil, são extremamente importantes para o desenvolvimento integral da criança.

O Encontro

Durante o encontro foram compartilhadas com os pais informações sobre a metodologia de trabalho que os Educadores da Casa adotaram para o desenvolvimento da aprendizagem da criança, que tem como inspiração a prática pedagógica de Reggio Emillia, baseada na Teoria das Cem Linguagens e Pedagogia da Escuta, difundida pelo educador e pesquisador Loris Malaguzzi. Os pais puderam saber mais sobre como a Casa da Criança trabalha questões como o Acolhimento dos alunos;

A recepção às crianças e suas famílias foi realizado no salão central e em salas especificas, o que demandou a organização do espaço e atenção constante à escuta da criança e adultos, contribuindo para a construção de laços e aprendizagem das crianças, definidos por palavras chaves como Confiança, Sensibilidade, Afetividade, Paciência, Empatia, Brincar, Observação, Autonomia, Faz de conta (símbolo, construção, expressão verbal, corporal, gestual, visual, etc…), Trocas, Descobertas, Curiosidade, Interação, Espaço seguro, Ampliação de possibilidades, Dialogo.

“Transformamos o Espaço do Salão Central em uma área de convivência, organizada com cantos temáticos: Faz de conta (fantasias, cozinha), Leitura, Movimento, Equilíbrio, Artes Visuais, Música. Os pais tiveram a oportunidade de sugerir palavras que eles acreditam representar este momento de aprendizado, as quais passaram a integrar o conceito de Acolhimento da Casa.”, contou a coordenadora da Casa da Criança, Janaína Amadeu.

Os pais participaram da construção de um objeto com material não estruturado (papel, jornal, tinta, lápis, fita, elementos da natureza – folhas, entre outros), em uma experiência individual e depois em pequenos grupos de seis pessoas em média.

“Desta forma, eles tiveram a oportunidade de vivenciar praticas educativas em pequenos grupos, onde foi possível verificar e constatar que os benefícios da aprendizagem através do pequeno grupo, possibilitando a ampliação do repertorio infantil e vivencia da Infância”, afirma Janaína.

Após a vivencia, os educadores de cada sala, apresentaram aos pais o trabalho pedagógico de forma detalhada, utilizando de fotos e detalhamento das ações e objetivos propostos em cada faixa etária.

Ao final, os pais também tiveram a oportunidade de trocar informações de como é a criança em casa, e na instituição, aproveitando também para organizar e estruturar o calendário de eventos e datas comemorativas a serem realizadas durante o decorrer do ano, o que possibilitou formar uma comissão de pais que passarão a participar ativa e diretamente da gestão e planejamento das ações.

A dinâmica do encontro permitiu que os pais sentissem de perto como é o dia a dia das crianças na instituição. O resultado foi muito positivo, possibilitou contar ativamente com participação dos pais, em uma relação de troca e diálogo construído e refletido até em seus mínimos detalhes.

Deixar uma resposta