fechar
Casa da Criança

Diretoria da Casa da Criança realiza reunião de Prestação e Contas e Assembleia Geral Extraordinária

“O ano de 2016 foi muito especial para a Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça…Tivemos a oportunidade de qualificar o trabalho realizado, através de melhorias nos Espaços; estudos e reflexões permanentes com a equipe de trabalho em um constante diálogo com a família e comunidade, e obtivemos também o reconhecimento em Editais, Programa de Investimento Fundo Itaú de Excelência Social. A Casa da Criança foi selecionada entre os três mais importantes Programas na Categoria Educação Infantil do Brasil, e o Prêmio Criança da Fundação Abrinq, conquistando o Prêmio como uma das cinco melhores práticas que asseguram um bom começo da vida às crianças.”

Foi com esse espírito de reconhecimento pelo trabalho realizado, que a coordenadora da Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça, Janaína Cristina Amadeu, recebeu, na noite de 27 de junho, a convite da Presidente da Diretoria, Josimara Ribeiro de Mendonça, os membros do Conselho Deliberativo da instituição para a Assembleia Geral Extraordinária e prestação de contas da instituição. Funcionários, parceiros, colaboradores e convidados também participaram das sessões.

A Assembleia foi presidida por Ana Tavares do Nascimento, 2ª Vice-Presidente da Diretoria da Casa da Criança. Os relatórios de prestações de contas e balanço financeiro da entidade do exercício de 2016, foram apresentados pelo Tesoureiro Valter Marcos Lorenti, juntamente com o parecer de aprovação do Conselho Fiscal, emitido em reunião realizada no dia 10 de Maio de 2017.

Os membros do Conselho Deliberativo aprovaram por unanimidade os relatórios de atividades e projetos, relatórios de prestações de contas e o balanço anual. O tesoureiro ressaltou a importância das ações de captação de recursos junto aos órgãos públicos, empresas e parceiros, para a manutenção das ações e projetos propostos visando ao atendimento integral das 120 crianças beneficiárias.

Foi uma Assembleia marcada por reflexão e muito trabalho para os membros do Conselho. Foram aprovadas alterações no Estatuto Social da Casa da Criança, para adequar o documento à Lei 13.019 de 2014, que estabelece as normas para parcerias firmadas entre a administração pública e as organizações da sociedade civil.

Eles apreciaram e aprovaram a inclusão de um artigo que prevê a instituição de um Fundo Patrimonial próprio da Casa da Criança, com o objetivo de gerar recursos para a sustentabilidade financeira da instituição, além da criação de ampliação das fontes de captação de recursos por meio de atividades como realização de treinamentos e cursos livres de extensão e pós-graduação; desenvolvimento de projetos culturais e assessoria e prestação de serviços para instituições públicas e iniciativa privada.

A Assembleia aprovou o Regimento Interno Escolar e Organograma. O regimento interno escolar é um documento administrativo e normativo de cada unidade escolar, com a função de coordenar o funcionamento da escola, definindo os objetivos, os níveis de ensino que oferece, a organização administrativa, didática, disciplinar da instituição, regulamentando as ações entre os representantes do processo educativo, atribuindo as responsabilidades de cada profissional. Os documentos aprovados foram elaborados pela presidente, em conjunto com os Diretores e Coordenadores da instituição.

“Nosso trabalho sustenta-se nos Referenciais Nacionais Curriculares da Educação Infantil, e tem sido inspirado principalmente pela abordagem educativa de Reggio Emilia, identificada pela pedagogia da escuta, com base em um dos pensadores mais importantes do século XX – Loris Malaguzzi, Referência mundial no campo da primeira infância e também de formação docente. Reggio Emilia é uma cidade localizada ao norte da Itália, ela nos ensina a construir uma escola viva, que se transforma e que acredita que todos têm muito a aprender e também a compartilhar. É a escola que valoriza o trabalho cooperativo, respeita à criança e investe na formação continuada dos educadores. É o aprender a aprender sempre.”, finalizou Janaína.

As novas finalidades da Casa da Criança

O desenvolvimento institucional sem precedentes experimentado pela Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça nos últimos anos trouxe conquistas e novos desafios para a organização, agora mais preparada para assumir novas responsabilidades.

“Atenta a este novo momento, a Assembleia analisou e aprovou a mudança do Estatuto no que tange às novas finalidades da Casa da Criança, adequando o documento à nova realidade da instituição”, declarou a Coordenadora, Janaína Cristina Amadeu.

Além da promoção da educação para crianças de 0 (zero) a 04 (quatro) anos e 11 (onze) meses de idade, de ambos os sexos, em regime de semi-internato, contribuindo para o desenvolvimento humano integral, o novo Estatuto documenta que a Casa da Criança já está credenciada a fazer, como: promover a assistência social, por meio do atendimento, assessoramento, defesa e garantia de direitos, em especial para crianças, adolescentes e suas famílias, no âmbito da Política Nacional de Assistência Social, nos termos da Lei Orgânica de Assistência Social e demais legislações, além de promover a ética, a paz, a cidadania, os direitos humanos, a democracia e outros valores universais que são a base para uma sociedade justa, igualitária, legítima e social, econômica e ambientalmente desenvolvida.

Deixar uma resposta