fechar
EducaçãoInstitucional

Equipe da Casa da Criança participa de capacitação com o autor best seller Augusto Cury

Boletim Atitude IORM – Casa da Criança participa de capacitação com Augusto Cury

Um tempo dedicado à reflexão sobre o dia a dia, sobre a importância de investirmos em uma sociedade emocionalmente saudável e repensar os caminhos que seguem a humanidade. Essa pode ser considerada a síntese da capacitação oferecida pelo Instituto Augusto Cury e que contou com a participação de profissionais das áreas de psicologia e pedagogia da Casa da Criança Armanda Malvina de Mendonça e também para as equipes das áreas de Arte, Cultura, Esportes e Psicossocial  do Instituto Oswaldo Ribeiro de Mendonça.

O primeiro encontro do Programa Promover O Futuro aconteceu no dia 5 de agosto, durante os períodos da manhã e da tarde, em Ribeirão Preto. Participaram do Programa as colaboradoras da Casa da Criança, a psicóloga Katíuscia Martins; as educadoras Mariele Coloca e Luana Olini e a coordenadora pedagógica ValdiceGeloni.

Partcipação da equipe do IORM com a coordenadora do projeto Usina da Dança Valéria Pazeto, a professora de dança Márcia Cristina Pereira de Jesus  psicóloga Chayene Cristina de Moraes, a assistente social Marcela Ribeiro Silva Hipólito e o coordenador de esportes Paulo Henrique Rodrigues Caetano

O Programa possibilitará Capacitação de representantes das instituições parceiras.
A programação foi desenvolvida com a participação do médico psiquiatra Augusto Cury e de Camila Cury.

“Eles frisaram a importância da autoestima na prevenção de doenças como a depressão e o uso de drogas. Na Educação, pais que dão muito presente aos seus filhos, estão levando-os a um mundo de insatisfação, criando pessoas incapazes de lidar com perdas. Enquanto sociedade precisamos ajudar as crianças a capacidade de entender que vão errar várias vezes. A mudança começa pelo educador, enquanto ele não for capaz de mudar, não conseguirá promover mudança no outro.”, destacou entre os assuntos abordados, a coordenadora pedagógica da Casa da Criança.

Durante o encontro, os palestrantes falaram sobre a intoxicação digital que está levando a humanidade a ter dificuldade em conviver com pessoas consideradas mais lentas.

Deixar uma resposta